Instituto Federal do Paraná Marca do IFPR I NS TIT U T O F EDER A L Paraná Campus Jacarezinho

Estrutura do Curso

O curso Técnico em Alimentos, além das salas de aulas conta com laboratórios que dão suporte as aulas práticas das unidades técnicas do curso, além de auxiliar nos projetos e TCE, sendo eles:

a) Laboratório de Informática:

Os quatro laboratórios de Informática dispõem respectivamente de 41, 28, 28, 28 máquinas em funcionamento, onde os alunos utilizam na unidade curricular Informática Instrumental e eventualmente em outras unidades curriculares quando necessário.

b) Laboratório de Química e Alimentos:

O laboratório de Química & Alimentos dispõe de estrutura física adequada à realização de diversos ensaios físicos e químicos em amostras de alimentos, além de alguns equipamentos de processamento de alimentos. Destacam-se neste laboratório: o colorímetro, instrumento utilizado para medir a cor dos alimentos, um atributo inicial na avaliação do consumidor e por isso, de grande importância; o espectrofotômetro, que pode ser utilizado para medir a concentração de compostos de interesse em alimentos, como por exemplo, fenólicos e carotenóides, amplamente reconhecidos pela sua capacidade antioxidante (promotora da saúde); estufa a vácuo e estufa convectiva, utilizadas para produzir alimentos desidratados para os mais diversos fins – snacks, farinhas, frutas secas, etc; centrífuga convencional e centrífuga refrigerada, para análises de solubilidade de alimentos em pó e análises de atividade enzimática de alimentos, respectivamente; extrator de sohxlet, para análise de lipídios em alimentos; digestor e destilador de nitrogênio, para análise do teor de proteínas em alimentos; forno mufla, para análises do teor de minerais em alimentos; mesa agitadora, para homogeneização de amostras de alimentos; capela, para manusear amostras voláteis durante análises de alimentos; equipamento de osmose reversa, para gerar água deionizada, essencial para análises químicas finas em alimentos; potenciômetros, para medir o pH dos alimentos; balanças analíticas; estufas convencionais para medição de umidade dos alimentos; vidrarias diversas.

c) Laboratório de Análise Sensorial de Alimentos e Processamento de Alimentos:

Neste laboratório, estão contidos equipamentos-chave para análise e processamento de alimentos, como: texturômetro, com o qual se mede instrumentalmente a textura de alimentos sólidos, semi-sólidos e até líquidos viscosos, no intuito de fornecer dados que refletem o comportamento do alimento quando cortado, mastigado, etc; medidor de atividade de água, que fornece um dado muito relevante para a estabilidade do alimento ao armazenamento prolongado – a atividade de água – pois reflete a vida útil (validade) de um alimento; mesa de inox; geladeira, freezer horizontal; fogão; mesa de reuniões, utilizada para a realização de análises sensoriais, que consistem em avaliar um alimento quanto à sua aparência, textura, sabor, etc. utilizando os órgãos dos sentidos; cilindro para panificados; tachos para concentração e pasteurização de alimentos líquidos não-envasados – leite, polpa de tomate, etc – e pasteurização de alimentos envasados – fruta em calda, néctar de frutas, etc;

d) Laboratório de Biologia e Microbiologia:

O laboratório de Biologia e Microbiologia visa atender os docentes e discentes da instituição nas unidades curriculares, nos projetos de pesquisa e extensão, nos trabalhos de conclusão de curso, dentre outras atividades institucionais. O laboratório conta com estrutura física e equipamentos apropriados para a realização das atividades práticas de microbiologia de alimentos, área-chave para estudar a segurança e a higiene de um alimento e, portanto, sua adequabilidade para o consumo.

Alguns dos principais equipamentos presentes no laboratório são: autoclave (utilizada para esterilização de material); contadores de colônia (auxilia na contagem das colônias de bactéria), estufa bacteriológica (utilizada para cultura de micro-organismos) e microscópios biológicos (utilizados para o estudo das características morfológicas de micro-organismos), além de um segundo espectrofotômetro. Todos esses equipamentos são imprescindíveis para atividades práticas de microbiologia com o objetivo de caracterizar a microestrutura dos alimentos e melhor compreender seu comportamento diante de uma análise sensorial.

Topo